• Mula

    Um animal quase extinto

Devido ao facto de as éguas possuírem 64 cromossomas e os burros 62, resultando em 63 cromossomas, as mulas são quase sempre estéreis.

O que é uma mula?

A mula é um mamífero híbrido; resultante do cruzamento do burro com a égua.

Devido ao número irregular de cromossomas dessa união, é um animal, por regra, estéril. Desde 1527 (ano em que os casos começaram a ser arquivados) conhecem-se, somente, 60 casos em que as mulas se reproduziram.

Devido à sua robustez,  à sua adaptabilidade e por agrupar características apreciadas em ambas as espécies:  a mula foi muito utilizada no transporte de cargas, por todo o mundo.





A mula - Alentejo

Devido à sua robustez, à sua adaptabilidade e por agrupar características apreciadas em ambas as espécies: a mula foi muito utilizada no transporte de cargas, por todo o mundo.

No Alentejo, as mulas, hoje quase extintas, tiveram uma grande importância na vida das famílias e no desenvolvimento económico.

Ajudantes em todas as cargas, estiveram, ainda, ligadas a muitas profissões (essencialmente o comércio).

As mulas marcavam presença em quase todas as casa alentejanas e, aquando da sua morte, eram cumpridos alguns rituais: aos homens que participavam no seu enterro, eram servidas bolotas cozidas.

Apesar de raras, ainda são visíveis no campos alentejanos – a que fotografámos, fomos encontrá-la nos Grandaços, Concelho de Ourique.



Mais impressões de “Mula”



Facebook Comentários bem-vindos
Guida Brito
Author: Guida Brito

Apaixonada pelo Alentejo; escrevo-o de forma sentida e vivida. Abraço e acarinho a simplicidade e a pureza de ser dos meus avós e do meu Pai: é esse o Alentejo que vos conto; o que se esconde entre as flores da primavera e o cheiro das primeiras chuvas. Escrevo o ultimo reduto, o recanto por desbravar; o encanto da ancestralidade que permanece pura e proba no dourado da planície ou nos recortes do litoral. Escrevo: os poejos, a açorda, a janela, a soleira, o cata-vento, a chaminé, o rio, a primavera… escrevo gentes nobres; escrevo o banco da rua; escrevo as tabernas … escrevo lugares; escrevo a simplicidade; escrevo amor. AlentejoTurismo é um sonho; é um conto de uma história real contada no sentar ao fresco, na brandura das quentes noites de verão. AlentejoTurismo é transmissão de conhecimento que o orienta num Alentejo por desbravar. Com carinho. A autora: Guida Brito

© Copyright - AlentejoTurismo.pt