• Linguiças alentejanas

    Técnicas ancestrais

Confeção das linguiças alentejanas; região de Castro Verde; Alentejo

Com água morna, lavam-se os paios e as linguiças- confeção das linguiças alentejanas; região de Castro Verde; Alentejo.

Linguiça Alentejana

É um dos produtos gastronómicos mais apreciados de Portugal. A sublimidade do seu sabor deve-se às técnicas ancestrais presentes na sua confeção.

Continuam a ser, meticulosamente, elaboradas na maioria das casas alentejanas. O seu saber foi transmitido de mãe para filha (uma vez que é uma tarefa quase exclusiva da mulher alentejana) e o seu início perdeu-se na memória dos tempos.



Confeção das linguiças alentejanas; região de Castro Verde; Alentejo

Ate as duas extremidades da linguiça – confeção das linguiças alentejanas; região de Castro Verde; Alentejo.

As linguiças na gastronomia alentejana

Além de integrarem as entradas em quase todos os restaurantes do país, estão presentes e são responsáveis pela maravilhoso gosto desenvolvido no palato, aquando do deguste dos mais variados jantares e outros pratos gastronómicos do Alentejo.

Tal como o pão, a linguiça integra, sempre, a mesa alentejana e contribui, de forma ímpar, no prazeiroso deleite da cozinha alentejana.

O AlentejoTurismo foi ver como se fazem as linguiças: Maria Adelina Simões e Maria Augusta Miranda, as nossas mestras, abriram-nos a porta de casa e contaram-nos tudo.



  • Ponto 1

    No final do verão, confeciona-se a massa de pimentão; é conservada em frascos de vidro, sem corantes, nem conservantes ( mais uma vez, as técnicas ancestrais, passadas de forma oral ao longo das gerações, justificam a qualidade máxima da gastronomia alentejana).

  • Ponto 2

    No dia da matança do porco (realiza-se no inverno), lavam-se as tripas do porco, em barrancos ou ribeiras (correntes de água ). Reservam-se em laranja e sal, em sítio fresco.

  • Ponto 3

    Pica-se a carne.

  • Ponto 4

    Tempera-se com sal, massa de pimentão, colorau, alho e um pouco de água.

  • Ponto 5

    Reserva-se durante 3 ou 4 dias, em alguidar de barro; todos os dias é amassada e provada. Para a prova, a carne é frita ou grelhada. Da fritura desta carne, faz-se a banha vermelha que se consome barrando o pão (divinal – garanto eu). Do alguidar das carnes das linguiças, surgiu outro, não menos famoso, prato típico da região do Alentejo: carne de porco à alentejana (elaborado com ameijoas).

  • Ponto 6

    Fazem-se as linguiças, os paios (elaborados com a mesma carne) e as chouriças (cujo preparo, difere devido à utilização do sangue do porco).

  • Ponto 7

    Lavam-se, em água morna, e são colocadas nos varais (troncos de árvores, arranjados para o efeito).

  • Ponto 8

    As linguiças e os outros enchidos são colocados no alto da chaminé, durante 8 dias. Todos os dias, ali, se faz fogo (não pode ser muito forte) para fumar os enchidos (linguiças, paios e chouriças).

  • Ponto 9

    Retiram-se do varal. Conservam-se na banha (gordura do porco derretida) ou no azeite.

Pontos de interesse em Alentejo



Booking.com

Alojamentos recomendados por alentejoturismo.pt

    Calmaria Guesthouse

    Chalé da Baía

    Casa do Escritor

    Castle in Blue Apartments

    Hotel Apartamento Sinerama

Brevemente, disponível.

Mais impressões de Linguiças Alentejanas

Guida Brito
Author: Guida Brito

© Copyright - AlentejoTurismo.pt