Artigos

O melhor café do Mundo– Monte da Redonda – Safara – Concelho de Moura - Alentejo

O melhor café do Mundo

Não, não é só o café: o café é a plena luxúria que acompanha os inexplicáveis sabores das azeitonas, das torradas e do pão com torresmos. Aprenda os segredos do fazer o melhor café do Mundo.

Olaria do Mestre Caturra - S. Pedro do Corval - Reguengos de Monsaraz - Alentejo

Mestre Caturra

O Mestre Caturra integra-nos no ambiente da sua oficina: contando as etapas de uma arte que, por aqui, nos oferece peças únicas.

Borrachos – pombos - Alentejo

Borrachos e machos

Borrachos e Machos – no Alentejo, comem-se borrachos e montam-se os machos. Os textos de cariz brincalhão fazem justiça à simplicidade das gentes do Alentejo.

Porta com gateira - Museu vivo – Grandaços – Concelho de Ourique - Alentejo

O mistério do buraco na porta

O mistério do buraco na porta – presente nas portas das casas, são serventia de um dos mais nobres habitantes que cativa e seduz.

Saco à porta – hábitos e costumes do Alentejo

O segredo do saco à porta

Pastor alentejano

O pastor alentejano

Curiosidades sobre o pastor alentejano – pelas planícies, na periferia das cidades, na proximidade dos montes e aldeias, conduz as ovelhas de pasto em pasto.

Garrafões de água - Aldeia dos Elvas - Concelho de Aljustrel

O segredo dos garrafões de água

Segredos dos garrafões de água – do lixo se faz luxo e tudo tem uma função. Embalagens plásticas, no Alentejo, têm uma reciclagem muito própria e insólita.

Apresentação do livro de José Jorge Cameira -Beja

José Jorge Cameira

Ideias fortes e definidas, moldadas pelas suas vivências, são o cariz observável num primeiro contacto com o escritor José Jorge Cameira. Aos poucos ,e numa análise mais cuidada, deixa antever um forte sentido de justiça e uma grande sensibilidade na defesa de nobres ideais. Apresentou-nos o seu livro“ Vale da Senhora da Póvoa, Penamacor” engloba um conjunto de estórias verídicas, divertidas e insólitas vividas na primeira pessoa.

Quarta à cabeça - Ida ao poço - Grandaços - Ourique - Alentejo

Ida ao poço

Ida ao poço – era após os bailes da localidade, a meio da dança sedutora, que os rapazes inquiriam: “amanhã, a que horas vais ao poço?”